Lux Fund outro-03.png

NEWTON 
TECH FUND

Venture Capital na Bolsa. 

Por um mercado de ações
mais consciente na análise
de ativos de base tecnológica.

POR QUE 
INVESTIR NO
NEWTON FUND?

1
Exposição a ativos de base tecnológica em todo o mundo, com vasta cobertura de empresas e clareza sobre o porquê das alocações de investimento;
2

Interação direta com profissionais de Venture Capital e Equity Research, compartilhando visões sobre o futuro das aplicações tecnológicas, seus impactos e perspectivas de acolhimento e interpretação pelo mercado;

3

Alta perspectiva de retorno, com baixo risco pela diversificação em ativos caracterizados pela forte trajetória de crescimento e protagonismo em suas respectivas verticais de atuação;

4
Monitoramento detalhado dos movimentos de fusão e aquisição capitaneados pelas grandes empresas de tecnologia, com orientações importantes para construção de teses adicionais de investimento e desinvestimento em startups e scaleups.
 

O QUE É O NEWTON FUND?

Somos pioneiros na aplicação de conceitos de Venture Capital para escolha das melhores Ações Tech listadas na Bolsa. Somos guiados pela curiosidade, pelo desejo de inovação, somos obcecados em entender o roadmap de desenvolvimento e posicionamento dos ativos de tecnologia, tão disruptivos e que vão continuar transformando o mundo. Criamos um modelo quali-quantitativo que nos ajuda a desmistificar e entender “como” investir nas FAANGs (Facebook, Amazon, Apple, Netflix e Google) e outras empresas de tecnologia, explicando seus fundamentos, analisando suas perspectivas, e também riscos atrelados.

   

Mas afinal, por que o Newton é tão diferente?

 

Nosso diferencial está em nossas premissas e em nossa motivação de trabalho. O Newton Fund nasce pela reunião de expertises complementares – profissionais com longa trajetória em lugares relativamente distantes no mercado de capitais: Venture Capital e Equity Research.

 

Partimos de uma hipótese comum forte: o mercado de capitais atual pondera sim, mesmo que inconscientemente, o valor intangível das empresas de tecnologia em suas precificações, como uma consequência natural da trajetória de Venture Capital percorrida por essas empresas pré-IPO. Acreditamos que há sim formas de se interpretar e analisar com clareza aspectos intangíveis das empresas de base tecnológica, incluindo novos fatores àqueles já analisados em maior profundidade pelo Equity Research tradicional. 

 

A experiência em Venture Capital permitiu a construção de um modelo proprietário quali-quantitativo para a avaliação de empresas listadas de base tecnológica, fundamentado em 4 dimensões de análise: Tecnologia, Finanças, Mercado e Pessoas, nessa ordem. O modelo bebe da fonte de peers internacionais e conta com mentoria de profissionais e acadêmicos imersos no Vale do Silício atualmente. Além de propor novos critérios de análise, em novas bases de dados/informações, o modelo conta com uma dinâmica de cálculo econofísica que nos enche de orgulho – daí o nome Newton. Trata-se de um detalhe menor, mas que exalta um de nossos principais valores: a pluralidade de conhecimentos. 

 

Enfim, este aqui é para ser apenas o texto de abertura de nosso hotsite, na divulgação do Fundo e de sua oportunidade de investimento. Não podemos nos alongar. Mas queremos deixar claro que não somos uma plataforma, nem um banco. Somos, antes de tudo, uma equipe que quer estar próxima de quem lhe dá confiança, a ponto de alocar capital para uma nova ótica de análise, buscando entender mais sobre empresas que insistentemente desconcertam as velhas máximas de mercado. 

 

Estamos muito satisfeitos com o caminho até aqui e temos convicção do belíssimo resultado financeiro aos nossos investidores. Antes disso, no entanto, queremos agradecer a experiência de participar conjuntamente dessa jornada. É um prazer trabalhar junto a investidores que busquem romper velhos paradigmas.

 

Fique à vontade para entrar em contato e obter mais informações. Sempre à disposição.

F=ma

AdobeStock_173652585.jpeg

ACESSE ANÁLISES COMPLETAS
SOBRE AS PRINCIPAIS AÇÕES TECH NO MERCADO

CONHEÇA AS PRINCIPAIS 
AÇÕES PARA COMEÇAR A 
INVESTIR EM AÇÕES DE TECNOLOGIA!

 

NOSSA METODOLOGIA 
DE INVESTIMENTOS

Não queremos dar uma de professor pardal para você que não conhece ainda o Newton Fund em detalhe, mas acreditamos que é produtivo contar um pouco sobre como tomamos decisões em nosso portfólio. 

 

As posições de compra/venda de ações do Newton Fund derivam do uso de uma metodologia proprietária para investimentos em base tecnológica – método TFMP (Tecnologia, Finanças, Mercado e Pessoas). 

Cada dimensão TFMP é planificada em dois eixos de análise, por sua vez compostos por critérios de avaliação, classificados em Risco e Retorno. Seria um prazer comentar sobre a econofísica por trás dos eixos latitudinais de massa e longitudinais de aceleração que definem as Forças de Desenvolvimento calculadas para cada empresa em análise – e sobre como as discussões com os professores dos principais MBAs do mundo têm sido contagiantes sobre o tema – mas francamente, já entendemos que temos que segurar nossa cultura nerd conosco internamente, na maioria das vezes. 

Muito em resumo, o que podemos dizer é que entendemos empresas como sistemas físicos, impactados a todo momento por forças externas e internas, moduladas em vetores tecnológicos, mercadológicos, financeiros e/ou humanos. Nosso desafio então está definido: modelar quais empresas possuem maior força de desenvolvimento, quais eventos influenciam na composição de forças e quais casos estão mais dissonantes da avaliação praticada pelo mercado, o quanto mais cedo for possível.

Para tanto, nossa base de dados e informações é vasta e atualizada diariamente: inicia-se na consulta aos materiais publicados pelas próprias empresas em análise, mas aprofunda-se em estudos tecnológicos especializados, bases específicas em Recursos Humanos, além da interpretação dos pareceres financistas pelos principais bancos de investimento do mercado. 

 

O diagrama abaixo busca esquematizar o método TFMP. Na prática do dia-a-dia, não é nada complexo - nossos investidores tipicamente monitoram nossas posições de alocação com base nele.

newton_fund_infográfico-05.png

Nível de risco

Investimento Inicial 

Movimentação Mínima 

Mínimo de Permanência

Taxa de Administração

 

 Taxa de Performance

 

Classificação ANBIMA

Alto

R$ 1 mil

R$ 1 mil

R$ 1 mil

2% a.a.

20% sobre Nasdaq-100 

Ações Ativo Livre 

 

Público Alvo 

 

Prazo de cotização - Aplicação

 

 

Prazo de cotização - Resgate

Prazo de cotização - Pagamento

Horário limite para

movimentações  

 

Investidores Qualificados

D+1 (dias úteis)

 

D+4 (dias úteis)

D+6 (dias úteis)

 

14:30 

COBERTURA
DO FUNDO

Nossa equipe de análise não está segmentada em setores produtivos, como costumeiramente praticado no Equtiy Research tradicional. Empresas de base tecnológica formulam e tendem às disrupções a todo momento – não adianta enquadrá-las em setores que, inevitavelmente, vão ser reinventados por elas mesmas. Nossa divisão de expertises baseia-se no conceito de cadeias de valor, partindo da compreensão do MTP (Massive Transformative Purpose) e do core admitido para posicionamento de mercado e desenvolvimento tecnológico de cada companhia. Em resumo, gostamos de apresentar nossa cobertura como na figura ao lado:

QUER INVESTIR NAS
PRINCIPAIS EMPRESAS
TECH DO MUNDO?

Nossa expectativa é de resultado expressivo do portfólio, significativamente acima do índice Nasdaq (NDX) e da rentabilidade apurada em carteiras compostas apenas pelas FAANGs.

Na comparação com portfólios brasileiros, a diferença de resultado a favor do Newton Fund torna-se ainda mais evidente, naturalmente frente ao custo de oportunidade do CDI. 

De toda forma, é prudente conscientizar o investidor de que estamos tratando de ativos de renda variável, voláteis às condições de mercado. Na interação conosco, todo potencial investidor terá acesso a todo o descritivo de ponderações sobre Riscos associados à alocação de recursos. 

POTENCIAL 
DOS ATIVOS

EQUIPE NEWTON FUND

Foto_lob%25C3%2583%25C2%25A3o_edited_edi

Thiago iniciou sua carreira como consultor estratégico em roadmaps tecnológicos, emergindo rapidamente como sócio da SP Ventures, empresa líder em capital de risco para startups Agtech na América Latina. Thiago trabalhou em conjunto com mais de 25 investidas (de TI a Ciências da Vida) e atuou como líder no posicionamento inicial da região do Agtech Valley no Brasil.

alexandre outro.png

Alexandre passou os últimos 23 anos por alguns dos principais bancos de investimento. Ele foi analista de research no Santander, Bear Stearns e Deutsche Bank, cobrindo o setor de TMT, e mais recentemente, fez vendas de ações e acesso corporativo ao Morgan Stanley na América Latina. Antes disso, foi analista financeiro na Ford Brasil. Alexandre é formado em administração de empresas pela FEA-USP.

Jose Augusto Albino.png

José liderou a área de Venture Capital da CRP, com mais de 90 investidas desde a sua fundação, atuando também como gerente de portfólio do Primus I Investment Fund, em parceria com a CVentures. José coordenou várias transações de fusões e aquisições e desinvestimentos. Jose é formado em Administração de Empresas pela UFRGS, possui MBA pela Columbia Business School em Nova York, além de certificado de Private Equity e Venture Capital pela Harvard Business School

Natan 2 png.png

Natan foi Gerente de Portfólio da Divisão de Gerenciamento de Ativos do Banco Espírito Santo, ingressou o Escritório de Tesouraria da América do Sul da General Motors e o Aqua Wealth Management, onde assumiu o papel de gerente de portfólio locais. Ele também se tornou o CIO da Newco Capita, gerenciando portfólios locais e offshore para clientes de alto patrimônio líquido. Natan é graduado em Administração de Empresas pela UFRGS; ele também possui CGA (ANBIMA - Certificação de Gerente) e é candidato a CFA Nível III

balestrin png.png

Felipe começou no mercado de capitais em 2007, com foco em futuros baseados nas técnicas de Bastter. Negocia diariamente commodities e futuros de moedas no mercado brasileiro e da América do Norte. Felipe Balestrin é formado em Engenharia Mecânica pela UFSC, e em Contabilidade gerencial pelo FIPECAFI; Especialização em Dólar e Mercado Americano por Laatus; Matemática Empresarial, Análise Financeira, Macroeconomia por Saint Paul.  Larga experiência com criptomoedas.

THIAGO 
LOBÃO
linkedin (1).png
ALEXANDRE
CONSTANTINI
linkedin (1).png
JOSÉ AUGUSTO
ALBINO
linkedin (1).png
NATAN 
EPSTEIN
linkedin (1).png
FELIPE
BALESTRIN
linkedin (1).png

FICHA TÉCNICA

 
 

BLOG NEWTON FUND

 

QUER SABER MAIS SOBRE
INVESTIMENTOS EM 
EMPRESAS DE TECNOLOGIA? 

Para qualquer solicitação, preencha os campos no formulário abaixo

e um dos nossos especialistas entrará em contato:

Obrigado! Mensagem enviada.